O Marketing Virtual - Promoção x Comunicação

Curso Lucro Web
No Processo de Atendimento ao Cliente dentro do Marketing Virtual como aliar nossa Disponibilidade no Lugar do Ponto de venda, diferenciando a Comunicação da Promoção e tudo sobre a teoria dos 4 P's.
<< Anterior | Criando Buzz Marketing | A Teoria dos 4 P's | Promoção x Comunicação | A Disponibilidade no Marketing Digital | O Processo do Atendimento ao Cliente | Próximo >>
Promoção x Comunicação

Depois de analisarmos os dois primeiros "P's" do marketing - Produto e Preço -, e verificarmos que estes conceitos podem ser trocados por UTILIDADE e VALOR, vamos dar uma olhada em um outro "P" - PROMOÇÃO -, e entender sua nova conceituação, dentro deste novo panorama.

Segundo o Dicionário Aurélio da Língua Portuguesa, PROMOÇÃO é o ato de PROMOVER que, por sua vez, significa:

"Dar impulso à, favorecer o progresso de, fazer avançar."

Em suma, toda e qualquer iniciativa no sentido de dar impulso ao estoque das companhias foi qualificado de PROMOÇÃO. E dentre as inúmeras ferramentas, a PROPAGANDA é uma das mais utilizadas. Claro que as ações de ponto de venda, as ações de merchandising e outros tipos de atrativos que induzem o cliente a comprar, também estão envolvidas por este "P", dentro do que se convencionou chamar de Composto Promocional.

Todavia, desde que a Teoria dos 4 "P's" foi criada, até hoje, muita coisa mudou.

Mas o conceito não.

Senão vejamos. Quando a Teoria dos 4 P's foi idealizada, estávamos em meados do século passado – longe não? -, e as condições para a propagação das mensagens eram completamente diferentes. Naquela época, o rádio e a televisão, que começavam a se mostrar, aliados ao cinema, eram os grandes disseminadores do American Way of Life, um
estilo de vida consumista e que foi sendo rapidamente absorvido pelos outros países, inclusive o Brasil.

Havia uma clara preocupação nas empresas em oferecer novidades, estimular o consumo, criar novas modas e demandas para que seus estoques abaixassem. E tome propaganda.

A mídia utilizada (rádio, TV, cinema e revistas) atuava como o Grande Irmão - lembra-se do livro 1984, de George Orwell? -, e despejava sobre o público indefeso, e ávido por novidades, estímulos do tipo:

"COMPRE! COMPRE! COMPRE!"

E o pessoal disparava para as lojas, os mercados e as butiques para desfrutar das maravilhas prometidas pelos objetos de desejo.

Só que isto foi mudando. As mulheres queimaram os sutiãs em praça pública, iniciando o movimento de libertação feminina que tirou a mulher do estigma de dona de casa consumista e a inseriu dentro do mercado com uma nova roupagem. Os movimentos de contracultura - hippies, e outros - foram despertando uma nova consciência de como lidar com o ter e o ser modificando a ordem das coisas.

O consumidor foi ficando mais bem informado e mais crítico e, principalmente, mais cético com relação à propaganda, começando, inclusive, a desconfiar dela.

A comunicação que era absolutamente unilateral (a empresa fala e o consumidor escuta), passou a ser bidirecional (onde os dois falam e escutam). Serviços de Atendimento ao Consumidor (SAC's) utilizando se dos recursos do telemarketing receptivo com ligação gratuita (0800), links de comunicação via INTERNET, ombudsman e outras formas de poder ouvir e interpretar os anseios dos clientes e suas reivindicações colocaram o composto de comunicação em um outro patamar.

Hoje, quando uma empresa duvida da eficácia de sua propaganda, pode ter certeza de que ela está com um mínimo de razão. Pois o peso dos meios modificaram-se e, nem sempre, o velho mix de propaganda convencional ainda funciona.

Para se ter sucesso no processo de comunicação com o mercado, é preciso olhar as mídias com uma nova óptica e procurar tirar o máximo de sinergia entre elas. Aliar os benefícios da eletrônica, com o melhor da rede, salpicando com um sistema bem estruturado de telemarketing prospectivo e de marketing direto ativo, podem otimizar resultados e, o que é melhor, fidelizar clientes. Que é o que as empresas têm procurado, sem muito sucesso, em um ambiente com excesso de oferta.

Isto significa fundamentalmente planejar. Não aqueles compêndios de 500 páginas com milhões de gráficos multicoloridos que ficam lindos quando projetados no Power Point. Mas saber o que quer, como conseguir e, principalmente, como medir se está indo bem.

1
Aula atual: 38 - Promoção x Comunicação

Curso Lucro Web de Marketing Digital - Aprenda todas as Técnicas utilizadas pelas Agências do Marketing Digital
Wagtel Web Solutions - Contrate um Profissional Consultor de Marketing Digital



Curso Lucro Web

Estratégias do Marketing Digital

Aumente os Lucros de seu Negócio Online!
8 Níveis - 45 Módulos - 449 Aulas - O Mais Completo Curso por um preço simbólico!