Entendendo o Consumidor

Curso Lucro Web
Estudaremos os consumidores analisando suas Funções Psíquicas, suas Três Necessidades Secundarias em Duas frentes de trabalho para acompanhar o Comportamento do Consumidor.
<< Anterior | As Funções Psiquicas | Três Necessidades Secundárias | Duas Frentes de Trabalho | O Comportamento do Consumidor | Pequenas Atitudes Grandes Efeitos | Próximo >>
O Comportamento do Consumidor

Um dos temas mais abordados no varejo moderno é o comportamento do consumidor no momento da compra.

Inúmeros são os estudos realizados com o objetivo de levantar o maior número de informações possíveis sobre os hábitos e costumes de compra.

Assim, apresento aqui alguns pontos colhidos de experiências e diferentes levantamentos, que auxiliaram nas decisões de estratégias ao ponto de venda, bem como as possíveis alternativas a serem criadas e desenvolvidas a partir de um cotidiano apresentado em forma de índices.

Os estudos mais focados procuram definir os hiper/supermercados como sendo o principal local para levantamentos desta natureza, pois ali estarão presentes os mais diversos tipos de consumidores, com diferentes faixas etárias e rendas familiares.

Além das características dos consumidores, é neste cenário que está contida uma gama muito grande de marcas e produtos, divididos em inúmeras seções, com apelos visuais diversos.

Como é sabido, o comprar por impulso pode possuir base no pressuposto da racionalidade do consumidor, onde supõe-se que as pessoas buscam maximizar a satisfação, condicionada pelas respectivas restrições de renda.

Admite-se também que, ao decidirem a compra, os consumidores são capazes de realizar comparações, de forma a obter o melhor resultado possível de cada uma das diferentes situações apresentadas.

Desta forma, associa-se o consumidor impulsivo ao não planejamento prévio, ou seja, os consumidores acabam sendo divididos em dois grupos, onde o primeiro é do tipo indeciso, que acaba por definir suas compras dentro do ambiente da loja, que possui inúmeras incidências influenciadoras de compra, girando em torno de marca e produtos.

O outro grupo tem sua impulsividade diretamente relacionada a fatores emocionais.

Em meio a esta situação, aponta-se que os consumidores em mais de 35% dos casos, acabam comprando mais itens do que planejavam e mais de 15% acabam por se arrepender de algumas aquisições realizadas, atribuindo esse sentimento as compras realizadas pela impulsividade.

Com isso, um dado que vem a comprovar essa situação é que apenas 20% dos consumidores costumam preparar uma lista de compras detalhadas e que são as mulheres que mais praticam esse ato, visto que, os homens estão mais expostos as influências e indecisões no momento da compra e, portanto, mais propensos à realização das compras por impulso.

Assim, as mulheres são apontadas como sendo consumidoras mais atentas e conscientes no ponto de venda, pois seus erros em suas previsões de compra é de pouco mais do que 2%. Porém, sabe-se que pouco mais do que 35% das pessoas nunca prepararam qualquer tipo de lista de compras prévia, o que dificulta a não impulsividade, pois verificou-se que a forma mais eficaz de evitar esse ato, é a realização de uma lista de compras detalhada.

Um dado importante é que a experiência no processo de compra é um estado muito relevante, visto que pessoas mais habituadas ao ambiente de ponto de venda tornam-se mais resistentes aos estímulos de compra.

Outro ponto que merece destaque com relação à ato compulsivo dos consumidores é a faixa etária.

Conforme levantamentos, constata-se que os jovens são mais propensos a realizar compras por impulso e a experimentar novos produtos.

As estratégias de ações no ponto de venda são importantíssimas, e isso é verificado quando constata-se que 40% dos consumidores dizem lembrar de itens que precisavam ao vê-los nas prateleiras.

Outro aspecto importante está relacionado às filas. Estudos mostram que 13,5% dos consumidores afirmam que adquirem produtos enquanto aguardam e que 65% praticam esta ação periodicamente. Assim, expor produtos próximos aos caixas é uma alternativa que pode render vendas de oportunidade para diversas linhas.

De um modo geral, verificamos como é complexo o estudo de Ponto de venda. Todos os elementos são importantes e devem ser analisados de forma criteriosa, pois os consumidores estão, muitas vezes, a cargo dos elementos influenciadores e que os estímulos visuais podem direcionar uma decisão.

Portanto, ao expor seu produto junto a um Ponto de venda, com os inúmeros concorrentes em sua volta, analise cada aspecto e leve em consideração a cultura de consumo da linha de seu produto, procurando sempre traçar ações que o façam se destacar em meio ao todo e pratique políticas de distribuição, exposição, comunicação e preço de forma coerente e eficaz.

1
Aula atual: 9 - O Comportamento do Consumidor

Contrate um Profissional Consultor de Marketing Digital ou
Treine a sua Equipe de Vendas com as Técnicas utilizadas por Agências do Marketing Digital


Curso Lucro Web

Estratégias do Marketing Digital

Aumente os Lucros de seu Negócio Online!
8 Níveis - 45 Módulos - 449 Aulas - O Mais Completo Curso por um preço simbólico!